Masp exibe coleção completa de Moda da Rhodia. Entenda a importância da Rhodia na Moda Brasileira

por Denise Pitta
/ 22 outubro 2015 / 2comentarios
Arte  na moda - Coleção masp Rhodia
A exposição tem início no dia 23 de Outubro com término previsto para 14 de Fevereiro de 2016. A coleção foi doada pela empresa francesa Rhodia e é composta por 78 peças de vestuário produzidas nos anos 1960, que serão expostas no Museu Masp com todos os modelitos.
casa-rhodia-catmagazine
Produzidas nos anos 60, a coleção joga luz no conceito de brasilidade, já que diversas estampas foram criadas por artistas como Willys de Castro (1926-1988), Aldemir Martins (1922-1996), Hércules Barsotti (1914-2010), Carybé (1911- 1997), Alfredo Volpi (1986-1988), Lula Cardoso Ayres (1910-1987) e Antonio Maluf (1926-2005). “Também integram a mostra 20 criações de Alceu Penna sob a coordenação do publicitário Lívio Rangan e do produtor Cyro Del Nero”, conta Luiza Penna, sobrinha do mineiro que, além das ilustrações que fizeram sua fama, também assinava roupas. Via Cat Magazine

Serviço:

Local: Museu do Masp – São Paulo
Avenida Paulista, 1578
Bela Vista – Centro
São Paulo
Para quem vai de Transporte Público:
Estação Trianon-Masp (Metrô – Linha 2 Verde)

Valor: R$ 25 inteira
R$ 12 estudante
Às terças e quintas o MASP é grátis

Período: 23 de Outubro – 14 de Fevereiro de 2016

Horário da Exposição: Terças, Quartas, Sextas, Sábados e Domingos 10h – 18h /Quintas das 10h – 20h

nova-fase-masp-exposicao-moda-patricia-carta-adriano-pedrosaLívio Rangan era o idealizador das campanhas e diretor da Rhodia. Ao convocar Cyro Del Nero, cenógrafo e produtor dos espetáculos-desfiles e Alceu Penna, ilustrador e figurinista, que assumiu toda esta área criativa dos eventos, formou-se o “tripé” que idealizou e deu forma, durante 8 anos, aos megaeventos da Rhodia. Os demais estilistas eram convidados a executar os modelos para os desfiles, a maioria criados por Alceu Penna. Num dos espetáculos, Momento 68, Alceu criou 400 peças! Acesse Centenário Alceu Penna no Facebook e www.alceupenna.com.br, onde o Grupo Família Alceu Penna publica todos os dias algo sobre o artista.

A Rhodia e a Identidade Brasileira na Moda

A história da Rhodia e a criação da moda nacional estão entrelaçadas.  Enquanto a Rhodia buscava promover seus produtos, o país buscava uma identidade brasileira na moda.  Em reportagem, Natalia Melo descreve :
“Embora o termo marketing ainda não fosse usado na época – muito menos no Brasil –, essa era basicamente a função do italiano Livio Rangan dentro da Rhodia. Livio revolucionou toda a comunicação da marca, direcionando as campanhas para o consumidor final. Para isso, era necessário mostrar não apenas os tecidos e fios, mas sim a produção final feita com o material da Rhodia, isto é, as roupas.
O primeiro grande projeto desenvolvido por Rangan foi o Cruzeiro da Moda, para a maior revista de circulação da época, O Cruzeiro. A marca, sob a direção de Livio, foi responsável por realizar os primeiros editoriais de moda de grande porte do país, envolvendo modelos, maquiadores e fotógrafos especializados. É interessante, no entanto, perceber que a Rhodia não fazia moda. Seu produto sempre foi o fio sintético. Mas a importância das iniciativas da marca era tamanha que toda a cadeira produtiva da indústria acabava beneficiada.”
moda_rhodia7Veja ótima imagens da Rhodia no Blog Sou Garota
Neste período, lá nos anos 50, o clima de democracia e situação econômica favorável foi expressa em grande desenvolvimento industrial e tendências nacionalistas. Na moda, o marco da década de 50 foi o aparecimento de butiques e costureiros, sendo estes os fundadores de uma costura “de autor”, não colada nos lançamentos europeus. Gil Brandão aparece como o modelista mais famoso. Verificamos este fenômeno principalmente em Dener Pamplona de Abreu, que inicia sua carreira no Rio de Janeiro e depois muda-se para São Paulo.
É o início da alta costura no Brasil, e onde surgem os primeiros questionamentos a respeito da autenticidade da moda brasileira, ou do que esta viria a ser.
 Foi a Rhodia a responsável pelos maiores desfiles da época, já nos ano 60. Na ausência de uma semana de moda estruturada para fazer o evento de lançamento de uma coleção, Livio Rangan decidiu que a Fenit deveria cumprir esse papel.
Na ausência de uma semana de moda estruturada para fazer o evento de lançamento de uma coleção, Livio Rangan decidiu que a Fenit deveria cumprir esse papel. Assim nasceu os shows tipo ‘Brazilian Style’ com pretexto de ‘promover a alta costura nacional’, dando espaço de desfile a uma série de jovens costureiros aspirantes a criadores. Como também se impunha desenvolver a estamparia,  contratando artistas plásticos para conceber motivos ‘bem brasileiros’.

rhodia-vestido-de-alceu-pena-com-estampa-de-lula-cardoso-ayres rhodia-vestido-com-estampa-de-manezinho-araujo-fabricado-por-jardim-style
Rhodia Vestido de Alceu Pena, com estampa de Lula Cardoso Ayres. Vestido com estampa de Manezinho Araújo, fabricado por Jardim Style. Veja mais em Identidade Brasileira na Moda – Anos 60

Confira a História da Rhodia no Brasil

A história da Rhodia no Brasil começa em19 de dezembro de 1919, quando a Societé Chimique des Usines du Rhône formalizou, na sede do consulado brasileiro em Paris, na França, a constituição da Companhia Chimica Rhodia Brasileira. O objetivo era construir uma fábrica para produzir no Brasil o lança-perfume. Lançado no final do século XIX, ele chegava aqui por intermédio de importadores e fazia enorme sucesso nos carnavais brasileiros desde 1907. Em 1909, a importação já atingia 630 mil unidades.

 A construção da primeira fábrica da Rhodia teve início em fevereiro de 1920, em um terreno de 44 mil m2 entre o Rio Tamanduateí e a Estrada de Ferro da São Paulo Railway Company, que ligava o Porto de Santos a Jundiaí (SP), hoje município de Santo André. A produção começou em 1921, com as primeiras linhas de cloreto de etila, éter e ácido acético.
Em 1922, os foliões já curtiam o Carnaval com o lança-perfume made in Brazil. Pouco tempo depois, em 1924, a empresa iniciou também a fabricação de seus primeiros produtos farmacêuticos.
Em 1929, a Rhodia implantou sua primeira atividade no setor têxtil: a Companhia Brasileira de Sedas Rhodiaseta, para produzir fio de acetato de celulose. De maneira ousada e pioneira, passava a oferecer fios artificiais num mercado que, à época, girava em torno dos fios naturais, principalmente o algodão.
Em 1931, a fábrica entrou em operação, produzindo o fio acetato, a chamada “seda artificial”. Esse foi o embrião da atual Unidade Têxtil de Santo André. De início, a novidade não foi muito bem-aceita pelo mercado, mas a Rhodia estava decidida a iniciar uma nova era no têxtil e não demorou a dar o passo seguinte: em 1935, foi instalada em Santo André uma unidade da Valisère, a primeira da grife francesa de lingerie em território estrangeiro. A Valisère foi decisiva para desbravar o mercado do fio acetato. A empresa integrou a Rhodia até 1986, quando foi vendida.
Já a influência mais forte  da empresa na Moda Brasileira começou na década de 1950, com o surgimento e crescimento da indústria têxtil no país. A Rhodia lançou o náilon em 1955 para a produção de tecidos sintéticos no Brasil e três anos depois ocorreu primeira Feira Internacional de Indústria Têxtil, que unia matéria-prima, máquinas e vestuário pela primeira vez.

Os shows-desfiles na Fenit

Idealizada pelo publicitário Caio de Alcântara Machado, a Fenit – Feira Internacional de Indústria Têxtil – inicialmente foi patrocinada pela Rhodia e tinha como objetivo central promover a indústria têxtil nacional, assim como divulgar estilistas nacionais e internacionais, tornando-se consequentemente uma oportunidade para novos modelos. Sua primeira versão, realizada em 1958, foi um insucesso total, já que o empresariado brasileiro da época não tinha a cultura de exposição em grandes feiras. A partir da segunda, em 1960, o evento deslanchou. Em alguns anos, conseguiu reunir em torno de dois mil expositores e receber 200 mil visitantes.

Em 1959 surge a primeira revista exclusivamente de moda no país, a Manequim. A partir daí a Abril faz outros lançamentos no decorrer dos anos 1960 e 1970.

A Fenit estimulou o aparecimento de uma mídia especializada em moda e beleza, como as revistas Claudia e Manequim, da Editora Abril. Nesse período a Rhodia promoveu eventos importantes para a moda brasileira, sendo um deles sediado em Roma em 1963.  Ela também apoiou apresentações de grandes nomes da moda nacional, como Denner, Clodovil, José Nunes, Guilherme Guimarães, Ronaldo Esper e Ugo Castellana, entre outros.

Em 1962, a Rhodia desfilou pela primeira vez na Fenit, sua coleção intitulada Brazilian Nature. No início, o evento não era prioridade no planejamento de marketing da marca – foi só em 1963, com a coleção Brazilian Look, que o desfile tomou grandes proporções.

Assim, para  a divulgação de seus produtos, aRhodia realizava magníficos desfiles de moda, coordenados por Lívio Ragan que reunia os maiores artistas brasileiros.

Na ausência de uma semana de moda estruturada para fazer o evento de lançamento de uma coleção, Livio Rangan decidiu que a Fenit deveria cumprir esse papel. Pela primeira vez, os desfiles contaram com um cenário temático criado especialmente para o evento, além de apresentações musicais de Sérgio Mendes e Bossa Rio. Desse momento em diante, a proporção dos desfiles só cresceu.

“O pretexto dos shows tipo ‘Brazilian Style’ era ‘promover a alta costura nacional’, dando espaço de desfile a uma série de jovens costureiros aspirantes a criadores. Como também se impunha desenvolver a estamparia, ela contratou artistas plásticos para conceber motivos ‘bem brasileiros’.(…) Para reforçar ainda mais a ilusão de ‘inspiração nacional’ da alta costura então nascente , a Rhodia fez viajar pelo Brasil costureiros, manequins e coleções, de modo a autenticar sua ‘brasilidade’ em sítios celebrados como símbolos da nacionalidade , como Salvador, Ouro Preto e Brasília.” (Durand, 1988 p. 79).Em 1972 a Rhodia promoveu o “Brasilian Nature”, onde os mais famosos pintores do país estamparam tecidos para serem figurinizados por costureiros igualmente conhecidos.

Os seus show-desfiles com coleções em fio sintético de grandes estilistas como Alceu Pena, Dener, Guilherme Guimarães e Clodovil, ganharam a condição de maior atração da feira. Alceu Pena, em especial, executou vários desfiles em parceria com a empresa para a Europa, Àsia e América do Norte Roma, Paris, Hong Kong, Beirute e em outros lugares com o fim de mostrar a moda brasileira para os quatro cantos do mundo. Vale a pena ressaltar que, diferentemente do que se dizia nas reportagens de moda nacionais, os desfiles da Rhodia não tiveram grandes repercussões no exterior.

CasaRhodia

A casa Rhodia – Depois de ficar visível que a empresa têxtil era sinônimo do que existia de mais quente naquela  época, nos anos 80 a Rhodia resolveu montar um casarão. Ele ficou conhecido como Casa Rhodia e se localizava na Avenida Brasil, em São Paulo. Dentro daquela mansão ocorriam os eventos de moda badalados patrocinados pela empresa. A companhia francesa ficou tão famosa que ditava tendências na moda brasileira e se tornou ícone de glamour.

Infelizmente, a Casa Rhodia foi fechada nos anos 90 e colocada a venda em 2004, mas a memória de seu luxo perdura até os dias de hoje. Em 1972 a Rhodia promoveu o “Brasilian Nature”, onde os mais famosos pintores do país estamparam tecidos para serem figurinizados por costureiros igualmente conhecidos.

Leia também as fontes:

moda_rhodia

Por Denise Pitta

22 outubro 2015
Denise Pitta

Denise Pitta

Denise Pitta é digital influencer e empreendedora. Idealizadora do Fashion Bubbles, é também editora chefe do portal que já recebeu mais de 107 milhões de visitas. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial