A Moda e Arquitetura nunca estiveram tão próximas

por
/ 17 março 2010


Vestido de Atelier Manfredini e Edifício Mikimoto – Fotos de Manfredini e Todo Arquitectura

O arquiteto italiano Francesco Lucchese esteve no Brasil a convite do ICE-Instituto Italiano para o Comércio Exterior e da ACIMIT- Associação Italiana dos Fabricantes de Máquinas e Equipamentos para Cerâmica e proferiu breve palestra sobre o design da moda e a arquitetura na Revestir 2010. Ressaltando a semelhança de padronagens, texturas, estampas, volumes e estruturas das roupas e dos edifícios contemporâneos, Lucchese criou um paralelo entre os dois mundos, que hoje dividem formas, termos e conceitos.

“A moda sempre criou estruturas. Às vezes sutilmente esculpidas em tecido, mas tecnológica e inovadora como as formas dos edifícios. Quando um estilista desenvolve uma coleção ele escolhe evidenciar aspectos do corpo, criando volumes e texturas. O arquiteto também pode apresentar objetos dessa maneira.”

Divulgação – arquiteto Francesco Lucchese

Seguindo o conceito do evento, a Fashion Week da arquitetura e construção, Lucchese desenvolveu um projeto inovador para o Pavilhão Italiano e transformou o espaço em uma passarela por onde pedras e revestimentos italianos desfilavam no lugar de modelos. A ide      ia era destacar o glamour e a beleza das peças, mostrando que, assim como as roupas, as pedras também podem dominar as passarelas.

“A moda e a arquitetura nos protegem, nos dão abrigo e expressam nossa identidade pessoal, política, religiosa e cultural. Os materiais são como instrumentos da arquitetura que, assim como a moda, criam a forma, a escultura”, finaliza Lucchese.


Yoshiki Hishinuma e edifício Tod’s (Toyo Ito), Tokyo


Armani e Palácio de Diamante Ferrara


Paco Rabanne e edifício Prada (Herzog & de Meuro), Tokyo


Tule/ De Young Museum (Hergoz & de Meuron), São Francisco

Tecido de pele de onça/Pedra escovada

RM – Comunicação

Enviado por Queila Ferraz

17 março 2010