A Camisa Branca – Clássicos da Moda

por Leonize Maurilio
/ 16 junho 2008 / 10comentarios

image0015

A camisa branca é uma peça central do estilo americano, tanto quanto o blue jeans. Mulheres pelo mundo todo usam camisas brancas, é verdade, mas é o porte dessa peça que a torna tão essencialmente americana.

A camisa branca fala de uma energia de mangas arregaçadas, de uma atitude direta que não tem tempo para detalhes complicados nem frescuras que não sejam funcionais. Sua cor nada prática lhe dá um ar aristocrático, enquanto o fato de ser acessível e estar à mão a torna uma favorita do povo. Representa o melhor dos mundos para os consumidores de todas as faixas de renda – e o que pode ser mais americano do que isso?

image0034
Audrey Hapburn popularizou o uso da camisa branca.

De algodão, seda ou linho, usada durante o dia, com jeans, ou à noite, com uma saia preta, longa . A camisa branca é despretensiosa, fresca e naturalmente refinada.

Ela é uma adaptação da roupa de baixo masculina. As mulheres usavam uma espécie de camisa feminina com a mesma intenção. O que importava era que essa peça de roupa pudesse ser lavada com mais facilidade e freqüência – relativamente falando – do que um vestido ou um casaco, que, no caso das classes ricas, muitas vezes não podiam de modo algum passar por uma limpeza, devido à profusão de bordados e outros ornamentos.

image0061
Gabrielle “Coco” Chanel (1935)

Uma das primeiras mulheres a reconhecer o atrativo da camisa simples, branca, de estilo colegial foi Coco Chanel. Provavelmente, foi a simplicidade, tão diferente do que as outras mulheres usavam, que a atraiu, porque Chanel sempre lutou para se manter única. E ela estava longe do Ideal de beleza da belle époque, por ser magra e morena, em vez de roliça e rosada, e os estilos “bolo de noiva” da época não lhe assentavam bem.

Chanel percebeu que ficava melhor com roupas simples, inspiradas no guarda-roupa masculino, e era inteligente o suficiente para explorar sua descoberta. Quando outras mulheres viram o quanto essas roupas radicalmente despojadas eram atraentes, elas também quiseram usá-las.

Combinada com os costumes simplificados dos anos de guerra, a camisa branca simples tornou-se uma marca registrada do novo modo de vestir.

Leia também O Pretinho Básico – Clássicos da Moda.

image008image0094

Christian Dior Miu Miu

image0122

Paul & Joe

thumb_giselle2thumb_cristy3thumb_lale2

Imagens – Lead Fashion e White Shirt Shop.

Leia também O Pretinho Básico – Clássicos da Moda.

Texto do livro – O Pretinho Básico de Nancy Macdonell Smith.

Por Leonize Maurílio

(Leonize atua como Compradora de Tecelagem em uma confecção no bairro do Bom Retiro. Desenvolve coleções como estilista free-lance. É formada em Moda pela Universidade Paulista desde 2004. Possui conhecimentos contábeis e administrativos e atuou em empresas de grande e médio porte por mais de 15 anos. E.mail: [email protected] )

16 junho 2008
Leonize Maurilio

Leonize Maurilio

Leonize Maurílio é formada em moda pela UNIP (Universidade Paulista) desde 2004, atua como compradora de confecção e desenvolve coleções como estilista free-lancer. E.mail: [email protected]