Moda Brasileira – Uma visão de fora!

por Denise Pitta
/ 21 janeiro 2008

 tapetebrasil.jpg

Neste processo de amadurecimento pelo qual passa a moda brasileira é muito interessante ver qual a percepção de quem está de fora. 

É importante verificar o que pensam jornalistas e pessoas de outros países, por isso seguem dois artigos – um com a visão da jornalista francesa Saran Koly, publicado pelo UOL Estilo e um post do portal Portugal Têxtil que também tem um comentário muito interessante sobre moda brasileira.

“Jornalista do Libération aposta no futuro da moda brasileira, mas critica falta de diversidade.

O Brasil está crescendo economicamente, e a moda tem muito potencial dentro de sua diversidade cultural, afirmou Saran. Ela compara o país ao Japão: Hoje, você vê diversas pessoas usando o Japão como referência, fazendo fotos para tendências. Há dez anos isso não acontecia. Acho que com o Brasil será a mesma coisa. Nem diria em dez anos, mas em cinco. É só esperar.

As críticas vieram fortes com relação à falta de diversidade nas passarelas e corredores da Bienal. Você vê só duas modelos negras apenas em alguns desfiles. Nenhuma oriental. É algo completamente contraditório com a proposta de Babel e diversidade do evento, disse. Para ela, a miscigenação e o orgulho da diversidade é algo forte no país e deveria aparecer mais. ” Leia matéria completa aqui.

***

“Os industriais têxteis brasileiros estão a pressionar o governo para aumentar as categorias de produtos têxteis chineses sujeitos ao regime de quotas. Uma atitude proteccionista para sustentar o crescimento e a afirmação da ITV brasileira na economia global.” Leia matéria completa aqui.

china-x-brasil.bmp

De facto é necessário valorizar todo o potencial brasileiro na ITV. Em relação à China, a mão de obra brasileira tem 2 factores que a distinguem da chinesa, qualidade nos acabamentos e matérias primas e bom gosto no aspecto visual e vestível das peças. É uma pena não haver valorização local nos vários países na ITV. Valorizamos o que é de fora e esqueçemos o que é nosso SEMPRE, preferem quantidades e a qualidade é quase sempre esquecida….Temos que contrariar esta tendência pois qualquer dia vestimos “farrapos” em vez de roupa….”  Comentário feito no artigo do Portugal Têxtil.

21 janeiro 2008
Denise Pitta

Denise Pitta

Denise Pitta é digital influencer e empreendedora. Idealizadora do Fashion Bubbles, é também editora chefe do portal que já recebeu mais de 107 milhões de visitas. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial