ID Fashion 2018 – Confira as passarelas da semana de moda paranaense

por Denise Pitta
/ 02 outubro 2018 / 1comentarios

Aconteceu em Curitiba, nos dias 25 e 26 de setembro de 2018, no Campus da Indústria, a quarta edição do ID Fashion( @idfashionpr) , realizado pela Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) e correalizado pelo Sebrae/PR, o evento apresentou toda pluralidade da moda paranaense.

Gratuita e aberta ao público, a programação contempla palestras, bate-papos e 19 marcas paranaenses, que mostraram um pouco da hiperconectividade e originalidade do mercado da moda.

“Vivemos em um mundo hiperconectado, em que as fronteiras se apagam, as distâncias diminuem e os opostos se aproximam cada vez mais. A moda é uma das linguagens que mais se presta a promover essa aproximação. E é por isso que, em 2018, o ID Fashion provoca uma reflexão sobre o Mundo Híbrido e mostra como a moda pode ajudar na interação e integração do que pode parecer, à primeira vista, antagônico.

Para se compreender e vivenciar essa nova ordem mundial, é preciso partir do princípio de que híbrido é plural, ou seja, é de todos. E isso tem tudo a ver com respeito. Quer um exemplo? A cultura hiperlocal e a global coexistem, se completam e multiplicam as possibilidades. Nenhuma delas é melhor que a outra.

Assim como o gênero humano, o discurso, as origens, as realidades e o estilo de vida. Na moda, o handmade e o hightech têm valor, um pela exclusividade e o outro pela evolução, reforçando tendências que representam o Mundo Híbrido. E são indissociáveis, assim como o particular e o que é de todos, a responsabilidade social e ambiental e a viabilidade econômica. Vestir-se é cada vez mais um manifesto. Afinal, o mundo muda a moda e quem muda o mundo é você!  

 

Agora, confira o que rolou nos desfiles

Vale da Seda

Créditos: Gelson Bampi

Vale da Seda @veledaseda (Catwalk) Com o objetivo de fortalecer o consumo consciente e o desenvolvimento regional sustentável, o coletivo de marcas trabalha com diferentes tipos de seda, design contemporâneo e tecnologia de rastreabilidade da peça e de balanço de CO2.

O Paraná participa com 84% da produção nacional de casulos de bicho-da-seda, uma atividade desenvolvida em pequenas propriedades rurais, com área média de 2,5 ha e predominância do trabalho familiar, representando uma alternativa importante para a melhoria da renda dessas famílias.

A sericicultura contribui significativamente para a redução do êxodo rural, pois gera um emprego para cada hectare plantado com amoreira, cujas folhas são o único alimento do bicho-da-seda. São necessários 300 hectares de soja para gerar um único emprego no campo.

A sericicultura paranaense é desenvolvida em 161 municípios. Dados da safra de 2017 informam que o Paraná conta com 1.867 famílias de sericicultores, que cultivam uma área de 3.969 hectares de amoreiras. As 2.466 toneladas de casulos produzidos na safra de 2016/2017 geraram um Valor Bruto do Produto (VBP) de R$ 42.877.303, segundo o Relatório Takii/2017 da SEAB-PR.

Créditos: Gelson Bampi

Coletivo de marcas de Maringá desfilou uma coleção minimalista, de formas descoladas do corpo, revelado apenas por uma transparência sutil. Amarrações para delinear, acabamento rústico, abotoamentos inusitados e referências orientais com quimonos e pregas pontuais. Nos tecidos, muitas cores naturais, passando por cinzas, terrosos e carvão. Em alguns momentos, apareceram grafismos na contraposição das cores. Peças casuais em patchwork minimalista compuseram grandes formas geométricas.

Na coleção, também foi usada a técnica “zero waste” que cria peças com encaixe pensando em não gerar resíduos (retalhos).

Foto do desfile New ID Vale da Seda CATWALK – ID Fashion – Foto: Antônio More

Elyane Fiuza

Créditos: Gelson Bampi

Elyane FiuzaInstagram: @elyanefiuza_oficial (Catwalk e Living Lab Store)A marca conta com design exclusivo e garantia de produtos criados para acompanhar mulheres de vários estilos em todas as ocasiões. Na produção, materiais nobres, como couro e metais.

A marca curitibana de acessórios trouxe muito colorido e diversidade para a passarela, com peças estampadas com obras de artistas paranaenses e, outras, em composições com predomínio do preto e do vermelho, além de tons naturais. As bolsas vieram em tamanhos variados, mas a praticidade das mochilas, transversais e maxis dominaram a coleção.

Os detalhes metálicos, franjas e alças em couro trançado inspirado em correntes realçaram as peças. Destaques para as texturas e acabamentos variados (paetês, trançados, verniz, couro natural etc.).

Six One

Créditos: Gelson Bampi

Six OneInstagram: @_sixoneoficial (Catwalk e Living Lab Store)A Six One faz parte do Grupo Beeight, que atua há mais de 20 anos na indústria do jeans. Com muita personalidade, a marca traz novos atributos à moda urbana, com um toque de sensualidade.

Muito brilho, animal print, fendas e decotes profundos marcaram a coleção de outono-inverno 2019 da marca de Cianorte no ID Fashion. Os looks masculinos vieram abusando do preto e da alfaiataria, pontuados por arabescos.

O jeans, forte presença nas coleções da marca, foi misturado com tecidos mais nobres como a seda e aviamentos marcantes como ilhoses e zíperes em grandes extensões.

Créditos: Gelson Bampi

 

Leveza do Ser

Desfile Leveza do Ser – Créditos: Gelson Bampi

Leveza do SerInstagram: @useleveza (Catwalk)Com design acolhedor, que busca transformar o ato de vestir em uma experiência única, as coleções são inspiradas em mulheres com estilo de vida dinâmico.

A Leveza do Ser, transpira espiritualidade e conceito. Apresentou modelagens amplas e silhuetas mais soltas. O visual desconstruído e permeado de sobreposições evocava aconchego.

Soraya da Piedade

Desfile Soraya da Piedade 2018 – Créditos: Gelson Bampi

Soraya da PiedadeInstagram – @sorayadapiedade (Catwalk)Fazendo ponte entre Angola e Brasil, a premiada estilista desenvolve peças de design original e sofisticado, com forte referência étnica e estilo contemporâneo.

A marca apresentou peças de alfaiataria contrastando com máscaras étnicas evocando os safáris africanos.Destaque para a estampa piedpoule e glamour da coleção.

 

Recco

Desfile Recco 2018 – Créditos: Gelson Bampi

Recco Instagram: @reccolingeries (Catwalk)Reconhecida no mercado de moda íntima, a marca investe em pesquisas e tecnologias, que ajudaram a consolidar o conceito de lingerie que acompanha as mulheres em todos os momentos da vida.

Transmuta

Créditos: Gelson Bampi

Transmuta @transmutaofical (Catwalk New ID e Living Lab Store)Por meio do upcycling refinado, a marca trabalha a reciclagem de tecidos, bordados e aviamentos de qualidade, a modelagem criativa e os acabamentos impecáveis.

Upcyclig, também conhecido como reutilização criativa, é o processo de transformação de produtos indesejados ou resíduos em produtos de melhor qualidade ou com maior valor ambiental.

A marca trabalhou também modelagens oversized, com pegada esportiva, mas ao mesmo tempo sexy. Todas as peças do desfile foram transmutadas!

Yski

Créditos: Gelson Bampi

Yski @yski.shop (Catwalk New ID e Living Lab Store)Lúdica, glam e fun, a Yski propõe uma nova estética, com foco na primazia nos acabamentos, liberdade na escolha de materiais e uso de diferentes silhuetas.

All Hunter

Créditos: Gelson Bampi

All Hunter @allhunteroficialoficial (Catwalk Sebrae/PR)Criada em 2015, a All Hunter tem um estilo próprio de vestuário, com um toque diferente no estilo country.

Carline Brugnera Ateliê

Créditos: Gelson Bampi

Carline Brugnera Ateliê (Catwalk Sebrae/PR)As peças são produzidas exclusivamente para cada cliente, com modelagem individual, valorizando o biotipo. Atua no sob medida para venda e na locação da moda festa.

Créditos: Gelson Bampi

Carla Bergamask

Desfile da Carla Bergamask – Créditos: Gelson Bampi

Carla Bergamask @carlabergamask (Catwalk Sebrae/PR) – Com o foco na criação de opções práticas de vestuário da mulher brasileira, atende a duas linhas – tradicional e plus size – em malha.

 

Milho Guerreiro

Créditos: Gelson Bampi

Milho Guerreiro@milhoguerreiro (Catwalk Sebrae/PR e Living Lab Store)Com a proposta de fazer moda sustentável, a marca cria roupas exclusivas, com o mínimo descarte possível de tecido e reutilização de sobras e retalhos, que viram verdadeiras obras de arte.

 

 

FZO

FZO @fzoclothingbrasil (Catwalk Sebrae/PR e Living Lab Store)A marca produz camisetas, bonés, carteiras, shorts e cintos para o público masculino que ama a vida noturna.

Empatize

Empatize (Catwalk New ID)As peças são focadas no conforto para quem se desloca no espaço urbano. Os produtos têm modelagens ergonômicas e são confeccionados com tecidos respiráveis e agradáveis ao toque.

 

Holls

Holls @hollshandmade (Living Lab Store) Os óculos são feitos em baixa escala de produção e com garantia de qualidade. A madeira é o elemento principal, buscando sempre unir design, texturas de elementos urbanos e naturais como fonte de inspiração.

Indiozinhos

Indiozinhos @indiozinhos.com.br(Living Lab Store) A marca surgiu com o desejo de resgatar a essência da infância, fase em que tudo é espontâneo e simples. O nome reflete o próprio DNA: valorizar a diversidade cultural brasileira, aliando conforto e originalidade no processo de criação.

Créditos Inove Fotografia

LAAS

LAAS @laasconcept (Living Lab Store)A marca é inspirada na mulher contemporânea que busca estar sempre bem vestida e adequada em roupas confortáveis. Os croquis são feitos em aquarela e, em seguida, cada modelagem é produzida na peça piloto e, só então, confeccionada em grade.

Noiga

Noiga@_noiga (Living Lab Store)Primeira marca brasileira voltada exclusivamente para a produção de acessórios em 3D, a Noiga aposta no design minimalista e contemporâneo no desenvolvimento de suas peças.

V.Luxo

V.Luxo @v.luxo (Living Lab Store)A marca é resultado de um projeto que busca reintegrar mulheres ao mercado de trabalho e ressignificar seu valor. Com produção de acessórios em escala reduzida, mostram uma percepção de moda em consonância com novos valores.

 

Créditos Fotos: Inove Fotografia

Veja também:

02 outubro 2018
Denise Pitta

Denise Pitta

Denise Pitta é digital influencer e empreendedora. Idealizadora do Fashion Bubbles, é também editora chefe do portal que já recebeu mais de 107 milhões de visitas. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial