Dress code para executivas – Dicas elegantes e poderosas + looks para inspirar e não errar

por Francieli Hess
/ 07 fevereiro 2019 / 2comentarios

O traje escolhido pela deputada Paulinha (PDT-SC), para a sua cerimônia de posse, acendeu a discussão sobre a importância do dress code para executivas.

Entre discussões acaloradas, a Assembléia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), chegou a emitir uma nota de repúdio aos comentários misógenos proferidos contra a parlamentar.

Paulinha, que foi a quinta candidata mais votada do estado, se defendeu em entrevists à NSC TV, alegando que sempre se vestiu assim e não pretende mudar agora que chegou à ALESC.

Não entendeu que não precisa mudar seu estilo, mas sim, que é importante, adequar o vestuário à nova posição. Agora como representante do povo brasileiro, eleita para a Assembleia Estadual: vai ajudar a legislar (criar, modificar e extinguir leis). Em suma, um cargo de grande responsabilidade e respeito.

Dessa forma, em meio à confusão, resolvemos trazer dicas de adequação e elegância atemporal. Com looks à prova de polêmica, sem perder a personalidade. Confira!

Paulinha durante sua posse na Assembleia

  • Já conhece nosso Instagram? Siga a gente e fique por dentro das novidades, tendências e babados da moda, como o caso de Paulinha: @fashionbubblesoficial .

A importância do dress code corporativo

De acordo com a ALESC, o código de vestimenta dos parlamentares exige “traje passeio completo”, sem fazer menção a fendas, decotes ou comprimentos. Esse dress code exige sofisticação. Em escala, ele fica antes do traje de gala e permite bordados, modelagens mais sensuais, longos, midis e curtos.

Por isso, segundo a Assembleia, não houve quebra de decoro por parte da deputada e, por aqui, reiteramos que nada justifica ofender a honra de alguém com base em uma escolha de look controverso.

 

Por outro lado, também, julgamos necessário, uma reflexão sobre seu papel na Assembleia e a maneira de se portar e vestir, junto com toda a responsabilidade imbuída na nova função.

Para a Denise Pitta, editora do Fashion Bubbles, esta nova posição exige decoro, respeito, e não se trata mais, apenas do indivíduo Paulinha, daí a necessidade de adequação do vestuário, que pode ainda se tornar uma ferramenta poderosa na consolidação do seu cargo político.

 Para a terapeuta em empoderamento emocional, Camila Custódio, “a escolha da roupa tem um papel crucial no que as mulheres desejam comunicar, não só na sua imagem pessoal e profissional mas também sobre sua identidade e seu estilo”. 

Como se adequar às exigências do dress code

Se você está na dúvida na hora de se vestir, o ideal é sempre adaptar os requisito do dress code ao ambiente. Enquanto profissional, ele deve refletir a seriedade e as atribuições do seu cargo.

“Usar o dress code a nosso favor e sem abrir mão do nosso estilo, além de ser empoderador, nos preserva de situações desagradáveis e reforça nosso empoderamento emocional, explica Camila.

“Já que o Empoderamento é a capacidade de realizar por si mesma as mudanças necessárias para evoluir. Fortalecer-se e se transformar para levar a vida da forma que ela escolher. A reflexão a ser feita é: estamos preparadas, emocionalmente, para essas escolhas?”, comenta a terapeuta.

Para entender melhor as exigências de cada tipo de dress code, clique aqui e confira o especial do site GNT. 

  Imagem pessoal x Imagem profissional

Você não precisa abrir mão da sua personalidade para seguir o dress code corporativo. Truques de styling e acessórios podem ajudar a trazer um diferencial bacana para o look de trabalho, sem pesar.

Na verdade, o dress code não deve ser encarado como um vilão. Ele serve, primeiramente, para adequar a imagem às responsabilidades do cargo.

Posições de poder

Se você está em posição de chefia, opte por tecidos e modelos mais estruturados como blazeres e para contrabalançar a sobriedade do visual, blusas de tecidos como a seda com estampas. Looks mais estruturados vão passar mais segurança para seus colaboradores. É uma forma de mensagem não verbal.

Evidencie os ombros com costuras, ombreiras (discretas) e até babadinhos ( também sem exagero). Ombros mais largos dão impressão de maior responsabilidade.

Nos ambientes formais, cores impactantes – como o vermelho – funcionam melhor com shapes mais clássicos. Saltos poderosos e decotes comedidos podem trazer um toque sensual à produção. Equilíbrio é a chave.

Na moda, estamos constantemente trabalhando com imagens para construir um discurso. Tanto nossas roupas quanto nossas atitudes possuem impacto na maneira como nos apresentamos para o mundo.

Em síntese, cargos de grande responsabilidade exigem um dress code que reflita seriedade. Composições elegantes sempre cumprem esse propósito e deixam o foco onde deveria estar: no trabalho.

Saber equilibrar as proporções faz toda a diferença. Você pode até usar saltos bem sensuais e vestidos mais justos, basta compensar com peças sérias.

A terapeuta Camila Custódio, que comanda o @consultorioemocional, ao longo da construção do empoderamento feminino, revela: a escolha da roupa tem um papel crucial no que as mulheres desejam comunicar, não só na sua imagem pessoal e profissional mas também sobre sua identidade e seu estilo.

Ao longo da trajetória de construção do Empoderamento Feminino, o processo de fortalecimento desse movimento, passa pela liberdade de escolha de sermos quem realmente queremos.

O que acaba reforçando nosso comportamento para transformar uma escolha individual, num manifesto coletivo do próprio feminismo, através da forma que a mulher consome a moda.

Camila Custódio, terapeuta de empoderamento emocional no @consultorioemocional

 

Não precisa abrir mão do seu estilo pessoal. Basta saber adequá-lo. 

Leia também: Blazers e Terninhos – Tendência para mulheres executivas!

É claro que um look formal não é garantia de competência profissional (se assim fosse, todos os nossos políticos seriam exemplos), mas ele é um grande aliado na construção dessa figura de sucesso.

Em tempos onde empoderamento é a palavra de ordem, precisamos antes de mais nada, ter empoderamento emocional, para gerir o balanço entre a nossa imagem pessoal e a imagem profissional.

Assim, você não precisa mudar o seu estilo pessoal, só porque conquistou um novo cargo, precisa é aprender a adequá-lo ao ambiente de trabalho.

A editora de moda Giovanna Bataglia é um exemplo de como ser fashionista sem perder a elegância no escritório! 

Nas últimas eleições, Marina Silva contou com ajuda de uma personal stylist para repaginar o visual. Note como a identidade da candidata foi mantida e reforçada nos tons neutros e peças em materiais naturais.

Nós, mulheres, somos livres para vestir o que quisermos. No entanto, cabe aqui aquela velha máxima: “tudo posso, mas nem tudo me convém”.

Na hora de escolher um look corporativo, atenção redobrada para a construção do discurso visual. Ele precisa estar alinhado ao nível de seriedade esperado do seu cargo.

Hoje em dia, alguns escritórios já adotam dress code mais flexível, outros até incluíram a famosa “casual Friday”.

Se você estiver na dúvida, faça uma leitura visual em frente ao espelho antes de sair de casa e responda à pergunta: “será que estou me vestindo de acordo com a imagem que quero passar?”.

Wrap dress, terninhos e vestidos bem cortados são clássicos à prova de erros.

A editora Bárbara Migliori é outro ótimo exemplo de looks elegantes e cheios de personalidade

Enfim, destacamos a importância do dress code como ferramenta de empoderamento nos cargos de grande responsabilidade e como precisam, de certa forma, refletir essa seriedade. Lembrando sempre que o foco onde deve estar no trabalho!

***

  • Gostou? Siga a gente e fique por dentro das novidades, tendências e babados da moda: @fashionbubblesoficial .

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Em tempos de escritórios cada vez mais moderninhos, aprender como usar tênis no trabalho pode ser a salvação para os dias que pedem conforto extra. ? ?? Confira nas imagens nosso especial com dicas para incorporar a tendência.? Veja matéria completa no www.fashionbubbles.com , link no perfil. #modaexecutiva #lookdetrabalho #tenisfeminino #lookcomtênis #tenisnotrabalho #blogsdemoda #fashionbubbles #dicasdestylist #looksdetrabalho #modacomtenis #tenis #lookdodiareal #consultoriademoda #tenisbranco #modaconfortavel #alfaiatariacomtênis #dicasdeestilo #truquesdestyling #executivasemterninho #looksexecutivos #modanotrabalho

Uma publicação compartilhada por Fashion Bubbles – Denise Pitta (@fashionbubblesoficial) em

07 fevereiro 2019
Francieli Hess

Francieli Hess

Francieli Hess é formada em Design de Moda pela UDESC e já estudou Cultura e Progettazione della Moda em Florença. Trabalha como estilista freelancer em Florianópolis e é apaixonada por criação, história, branding e comunicação. Instagram: @fvhess