Degustação Lapostolle – O mais francês dos produtores chilenos

por Fashion Bubbles
/ 16 janeiro 2016

Lapostolle-Apalta

A vinícola chilena Lapostolle recebeu sommerliers e convidados para o lançamento e degustação do seu vinho Le Rosé 2014 e de outros rótulos de sua produção, conduzidos pelo CEO e proprietário da vinícola Charles-Henry de Bournet Marnier Lapostolle, e o Fashion Bubbles esteve lá para conferir tudo!

Fundada em 1994 pela francesa Alexandra Marnier-Lapostolle (da família que produz o licor Grand Marnier) e seu marido Cyril de Bournet , a Lapostolle possui 370 hectares em três diferentes vinhedos. Pela elegância dos seus vinhos, que têm como inspiração os melhores vinhos europeus, Lapostolle é considerado o mais francês dos produtores chilenos e em poucos anos construiu uma excelente reputação na imprensa especializada, estabelecendo-se como um dos mais reputados nomes do Chile. O assessor da vinícola é o famoso Michel Rolland, sem dúvida o enólogo mais influente da atualidade, que busca extrair o máximo potencial dos vinhedos.

Charles-Henry conduziu a desgustação, iniciando com o lançamento do Le Rosé 2014 (US$27,90), produzido com uvas das variedades Syrah, Cabernet Franc, Cinsault, Grenache, Carmenère e Mourvèdre, especialmente colhidas para alcançar níveis elevados de acidez. É um vinho fresco e delicado, com notas de flores, capaz de competir com os melhores rosados da França. Ideal para acompanhar saladass frescas e frutos do mar.
1-le-rose
Em seguida degustamos alguns brancos e tintos, de uma seleção das várias linhas da Lapostolle. Da recém-lançada linha de entrada, D’Alamel, com excelente relação custo/benefício (US$19,90), degustamos o aromático Sauvignon Blanc 2013, branco fresco e ideal para o verão, e o sedoso e aromático Merlot 2013, repeto de notas de fruta. Da linha seguinte, Lapostolle Casa (US$27,90), provamos o Sauvignon Blanc 2014, aromático e seco, e o elegante e macio Merlot 2013, elogiado pelo crítico de vinhos Robert Parker por seu corpo “concentrado e harmonioso, com taninos soberbamente maduros”. Esses rótulos confirmam porque os Merlot da Lapostolle estão entre os melhores do Chile!
Representando a linha Cuvée Alexandre (US$57,90), degustamos o Sauvignon Blan 2013, com 100% de uvas sauvignon blanc, e que já nasce como candidato ao melhor vinho chileno elaborado com esta casta, e o Carménère 2011. Produzido com cuidado artesanal a partir de um pequeno vinhedo orgânico com clones de vinhas bastante antigas, anteriores à praga philoxera, que devastou esta casta na França, é mais rico e concentrado que a maioria dos Carménère, sem perder a elegância francesa que é a assinatura dos vinhos da Lapostolle.
 Degustação Lapostolle018 (2)
Por fim, chegamos ao cultuado Canto de Apalta 2011 (US$44,00), produzido com um corte de Carménère, Merlot, Cabernet Saubignon e Syrah, apresentando um paladar maduro e redondo, e o Borobo 2011 (US$199,50), elaborado com uvas típicas das mais famosas regiões produtoras francesas.
Fiquei muito bem impressionado com os rótulos e a excelente relação custo/benefício dos vinhos da Lapostolle, que está conseguindo produzir vinhos excepcionais, que combinam a elegância do Velho Mundo com a robustez do Novo Mundo.
Os vinhos podem ser encontrados na Mistral.
Por Edgard Pitta de Almeida
16 janeiro 2016
Fashion Bubbles

Fashion Bubbles