Corretivo colorido – Você sabe como usar?

por Samantha Mahawasala
/ 03 novembro 2015

Com a moda dos contornos, popularizada por conta de Kim Kardashian e do súbito sucesso de muitas drag queens, o universo da beleza virou sua atenção a um recurso que antes era conhecido por poucos e usado por pouquíssimos: os corretivos coloridos.

É expert de maquiagem, seja profissional ou amador, já sabe usar a técnica de mistura de cores que encobre diversos tipos de manchas e ajuda a dar o efeito de contorno tão desejado.

Cada cor tem sua função: o pêssego alaranjado neutraliza o azul que surge ao redor dos olhos de algumas mulheres, é ideal para disfarçar as fatigadas olheiras. Quem sofre com olheiras de coloração roxa deve optar pelo corretivo amarelo.

Já para as manchas avermelhadas, que surgem por diversos motivos, quem as combate é o corretivo verde. O corretivo violeta, por sua vez, entra em cena para a pele amarelada ou pálida.

É claro, usar todas essas cores demanda um certo tempo e uma boa disposição. É o tipo de make que as mulheres reservam para os dias mais especiais. No dia-a-dia, para quem procura uma rotina mais prática, vale a pena investir numa base de boa cobertura, que por si só consegue anular a maior parte dessas nuances naturais da pele.

Para quem quer aprender mais sobre como usar os corretivos coloridos, fica a dia: a vlogueira Tiana Cosmetics, de Vancouver, no Canadá, dá as maiores dicas de maquiagem em seu canal do YouTube e no Instagram! Vale a pena seguir 😉

Corretivo colorido ajuda no contorno perfeito 

Corretivo colorido – o verde neutraliza as manchas avermelhadas 

Corretivo colorido – o pêssego alaranjado neutraliza o azulado das olheiras 

Corretivo colorido – o amarelo neutraliza a coloração roxa 

Corretivo colorido – o violeta corrige a pele amarelada ou pálida 

Corretivo colorido ajuda no contorno perfeito 

Corretivo colorido ajuda no contorno perfeito 

03 novembro 2015
Samantha Mahawasala

Samantha Mahawasala

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.