Melhores Momentos do SPFW Verão 2011

por Laïs Pearson
/ 21 junho 2010 / 1comentarios


Alexandre Herchcovitch feminino: cores na SPFW Verão 2011

SPFW Verão 2011 – Veja todos os desfiles

Forum, por Eduardo Pombal, inaugurou a 29ª edição da SPFW com uma coleção de linhas clean, satisfazendo um desejo, ainda subconsciente do mercado de moda, de voltar ao passado “Cardiniano” e “Courrègesniano”, depois de tantas temporadas em que imperaram amassados, enrolados, repuxados, trespassados, drapeados etc. A marca apresentou também uma série de materiais tecnológicos inovadores que equilibravam o minimalismo das formas.


Desfile Forum, por Eduardo Pombal


Desfile Forum, por Eduardo Pombal

Priscilla Darolt cativou os fashionistas com sua coleção de vestidinhos retos, près- du-corps, valorizados pela cartela de cores e pelos motivos inspirados pela art-dèco, engenhosamente atualizados pela jovem estilista para conquistar as consumidoras do século 21.


Desfile Priscilla Darolt

Alexandre Herchcovitch interpretou, em sua belíssima coleção, feminina a vibrante cartela de cores dos artistas plásticos Mark Rothko e Barnett Newman (representantes da action painting) e os respingos de tinta característicos de Jackson Pollock, verdadeiro iniciador do expressionismo abstrato. Através desses elementos estéticos, o designer de moda criou efeitos conceituais contraditórios –exuberante versus melancólico –graças a sutis truques de modelagem e do uso geométrico das cores.


Alexandre Herchcovitch feminino: cartela de cores vibrantes

Osklen, por Oskar Metsavaht, privilegiou os tons de azul profundo dos oceanos para vestir seu verão 2011. A modelagem retornou às formas anatômicas das silhuetas feminina e masculina, ao conforto de tecidos eco friendly e de aspecto natural e à modelagem simples e solta, que permite ao corpo movimentos confortáveis no verão canicular do Brasil.


Mergulho no mar da Osklen: azul, dos tons claros aos mais escuros

Os 15 anos da Cavalera, de Alberto Hiar, comemorados com bolo, balões, docinhos e espumante reuniu, na passarela da Casa Panamericana, “sapos e princesas” ilustrados por peças em denim, representando o badalado streetwear da marca (e quiçá os sapos…), e as glamourosas princesas, cobertas de transparências, rendas, pérolas, cristais e paetês.Como sempre, os shows  da Cavalera tem objetivos  definidos: ora contestam, ora comemoram, expõem pontos de vista ou declaram amor pelas coisas do Brasil. Entretanto, são sempre divertidos  e agradam a seu público cativo.


“Sapos e princesas” na festa de 15 anos da Cavalera

Danielle Jensen, que responde por Maria Bonita, lançou para o verão 2011 um conjunto de trajes em matizes terrosos, confortáveis, com modelagem solta e fácil de portar, com características geométricas destorcidas, inspiradas pelas casas populares encontradas em cidades do Nordeste brasileiro. Sofisticada e chique.


Maria Bonita: simplesmente chique

Micro minis recobertos de bordados preciosos, reproduzindo motivos inspirados pelas festas de Halloween – tais como morcegos, gatos pretos, bruxinhas com suas inseparáveis vassouras voadoras – invadiram a passarela, decorada com as tradicionais abóboras, para o desfile de Samuel Cirnansk. As silhuetas adotaram ombros discretamente valorizados, cinturas marcadas, materiais tecnológicos up dated, cartela de cores recorrendo aos vermelhos, ao negro e ao dourado, tradicionais desta data de tricks and treats (travessuras e gostosuras), promovendo um guarda-roupa essencialmente jovem. Até mesmo o designer substituiu o terno e as comendas que geralmente usa por uma simples T-shirt.


Samuel Cirnansk desfilou seu verão 2011 com tema Halloween

Lino Villaventura é sempre surpreendente. Sua coleção hiper colorida, mixa motivos étnicos, op-art, florais, listras,plus sanfonados, repuxados, e faz jus à inesgotável criatividade do designer. A cada temporada ele se reinventa, sem jamais perder a identidade e sempre a frente do “zeitgeist”, espírito dos tempos Ele é, sem dúvida, abusado, ousado, teatral, folclórico, intrigante. Porém, todos esses elementos afloram em doses artísticas, cuidadosamente mensuradas e aguçam, em todos, o desejo de possuir suas criações.


Lino Villaventura no verão da SPFW 2011: muitas cores e criatividade

Pela primeira vez na SPFW, João Pimenta (egresso da Casa dos Criadores) adicionou elementos femininos  à sua coleção masculina conceitual, inspirada nos estilos retrô dos  tempos  do Império no Brasil, criando um look renovado e contemporâneo para a alfaiataria e o streetwear.


João Pimenta desfilou verão 2011 inspirado no Império no Brasil

De aprendiz, a coleção de Ronaldo Fraga não tem absolutamente nada. De mestre , tem tudo. Guia-mestre no turismo criativo que traçou, através de peças delicadas e poéticas, uma trajetória contemporânea de moda, minuciosa e carinhosamente elaborada com as rendas e bordados das oficiosas artesãs que congregou Brasil afora, dignas representantes da cultura popular que o estilista pretende resgatar com seu trabalho.


Ronaldo Fraga viaja pelo nordeste com desfile na SPFW

SPFW Verão 2011 – Veja todos os desfiles

Fotos: Grão Imagem

Por Lais Pearson

21 junho 2010
Laïs Pearson

Laïs Pearson

Laïs é jornalista de moda.