#PlusSizePlease – Uma hashtag a favor da moda plus size

por Samantha Mahawasala
/ 06 junho 2015

Sarah Chiwaya é uma blogueira americana. Em seu blog, chamado Curvily Fashion, ela fala de moda plus size e sobre amar o seu corpo, entre outros assuntos. Meio que sem querer, ela começou um movimento nas redes sociais. Em uma de suas postagens, ela usou a hashtag #PlusSizePlease (plus size por favor, em tradução livre) – foi assim que começou um reboliço para inspirar os estilistas a serem mais amigáveis com as mulheres de tamanhos maiores.

Ela estava num evento de moda na Saks quando viu uma saia midi de couro perfurado da Tibi. Não tinha a peça do tamanho dela, mas como ela amou o look, mesmo assim tirou uma foto e postou no Instagram. Quando alguém nos comentários perguntou se tinha tamanho plus size da saia, ela disse que infelizmente não e postou #PlusSizePlease pela primeira vez.

A partir desse momento, ela começou a ter um brainstorm pensando em como essa poderia ser uma ótima forma de chamar a atenção de marcas e estilistas. Nos Estados Unidos, estima-se que 65% das mulheres sejam de tamanho plus size. Nas lojas, entretanto, apenas 17% das roupas atendem a essa demanda. É uma conta que não fecha.

A hashtag deu certo, pelo menos com duas marcas, como a Hot Topic e a canadense Encircled. Sarah entende que produzir roupas plus size não é apenas aumentar alguns centímetros na modelagem. Ela explica que para fazer essa produção, é preciso ter uma modelo plus size para testar os caimentos e proporções. Muito provavelmente também seja necessário ter um modelista especializado nesse nicho também. Entretanto, esses gastos seriam facilmente cobertos pelas vendas, considerando que o público é forte. Ela acredita então que possa existir um outro motivo real para as marcas não investirem nesse mercado.

“Eu sei que existe uma ideia de que ter tamanhos plus size pode prejudicar a imagem da marca, fazendo dela, de alguma forma, menos desejável”, diz a blogueira. Ela menciona também que algumas marcas tentam ter o melhor dos dois mundos, como a Michael Kors, que tem uma linha plus size completa, mas não faz publicidade disso. “Basicamente, eles querem o dinheiro plus size, mas não querem ser associados com as gordinhas”.

“Eu não espero que as marcas comecem a produzir tamanhos maiores por ‘bondade’. Eu quero que eles percebam que não faz sentido financeiramente ignorar a maior fatia do mercado”. Com sua influência nas redes sociais, Sarah encoraja as pessoas a usarem a hashtag #PlusSizePlease para que elas sejam ouvidas.

“Faça com que as lojas saibam que eles estão perdendo dinheiro. Mostre a eles que a demanda existe e que vocês teriam feito a compra se tivesse o tamanho certo”.

Clique aqui para ter mais informações sobre a hashtag #PlusSizePlease.

 

 

 

 

06 junho 2015
Samantha Mahawasala

Samantha Mahawasala

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.