LENA the fashion library – Um novo conceito de consumo de moda

por Samantha Mahawasala
/ 13 agosto 2015

Tenha menos, viva mais. É o que dizem as meninas da LENA the fashion library, uma loja de roupas femininas em Amsterdã que promete revolucionar o consumo de moda.

O objetivo da loja é ser uma biblioteca de roupas, como o próprio nome já diz. LENA the fashion library realmente funciona como uma biblioteca. Ao invés de comprar as roupas, você pega emprestado.

O conceito foi criado quando as meninas perceberam que as mulheres, em geral, usam apenas 20% das roupas que têm. É claro, o vestido de festa que você comprou para o casamento da sua amiga não é uma peça que pode ser usada com tanta freqüência, mas no dia-a-dia, as mulheres costumam repetir muito algumas roupas, enquanto outras ficam encostadas.

O desejo da LENA the fashion library, além de diminuir o consumo desenfreado de roupas, é incentivar a sustentabilidade, diminuindo o acúmulo de peças no armário e reduzindo também a quantidade de lixo. De quebra, ainda oferecem um “closet infinito” às adeptas.

Funciona assim: primeiro você faz uma inscrição por €10; depois escolhe uma assinatura mensal que vai te dar direito a pontos – €19,95 são 100 pontos; €34,95 são 200 pontos; e €49,95 são 500 pontos. Tem ainda um cartão avulso de 500 pontos que também custa €49,95 e vale por um ano.

Com esses pontos, você escolhe suas peças. Cada roupa tem uma pontuação diferente, que depende da exclusividade, qualidade e estilo. Por exemplo, com 100 pontos por mês, você pode pegar duas blusas de 25 pontos cada e um vestido de 50 pontos.

No caso das assinaturas mensais, você pode pegar essas peças e ficar com elas por quanto tempo quiser. Quando não quiser mais, basta devolver e pegar outra peça com a mesma pontuação. Se não quiser mais devolver, também existe a opção de compra, uma outra grande vantagem da loja: experimente antes de comprar, uma forma de você sentir no dia-a-dia se aquela roupa é sua cara metade.

O acervo da LENA the fashion library conta com peças vintage de alta qualidade, novos designers e marcas ecológicas. Lá elas priorizam o estilo atemporal, uma vez que a ideia é ter roupas com maior durabilidade também em relação à moda – algo que passa despercebido no fast fashion.

O novo conceito de consumo de moda da LENA the fashion library tem chamado a atenção do mundo. As meninas, inclusive, buscam investidores para conseguirem expandir a ideia para outras grandes metrópoles, como Paris, Milão, Nova York, Londres e Tokyo, entre outras cidades. Agora basta cruzar os dedinhos e torcer para elas conseguirem investidores que as tragam para o Brasil, também.

13 agosto 2015
Samantha Mahawasala

Samantha Mahawasala

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.