Fotógrafo mostra a beleza da Bahia através da comunidade negra

por Samantha Mahawasala
/ 04 fevereiro 2016 / 1comentarios

A Bahia, entre tantos aspectos que chamam a atenção, retém também o título de estado com a maior concentração de negros fora da África. Para o fotógrafo Jeferson Lima isso é simplesmente maravilhoso – e ele tem um projeto de retratos que visa mostrar justamente essa beleza.

Apesar de muitas de suas fotos terem como protagonista a modelo Luma Nascimento, o objetivo de Jeferson é mostrar a essência de Salvador através da comunidade negra. O resultado dos seus cliques são publicados no Instagram @Soteropolitane.se e já conta com mais de um ano de trabalho.

O projeto de Jeferson ganha notoriedade numa época em que a comunidade negra brasileira mostra ainda mais orgulho. Em 2015, mais brasileiros se identificaram como negros em comparação há dez anos. A mudança, notada pela primeira vez em 2007, não está relacionada às datas de nascimentos dos entrevistados. Sociólogos acreditam que isso se deve a uma atitude mais positiva em relação à comunidade negra.

“Era notório que os soteropolitanos passavam por uma fase de baixo autoestima e era preciso urgente criar um plano de ação para que voltássemos a exalar a alegria de sempre”, conta Jeferson. Nas palavras do fotógrafo, o Soteropolitane-se é uma “experiência cultural de amor à alma soteropolitana”.

Confira alguns dos cliques:

 A Bahia pelos olhos de Jeferson Lima

 Projeto celebra a cultura baiana 

 Soteropolitane-se: a Bahia através da comunidade negra 

  A Bahia pelos olhos de Jeferson Lima

  Projeto celebra a cultura baiana 

  Soteropolitane-se: a Bahia através da comunidade negra 

  A Bahia pelos olhos de Jeferson Lima

  Projeto celebra a cultura baiana 

  Soteropolitane-se: a Bahia através da comunidade negra 

  A Bahia pelos olhos de Jeferson Lima

  Projeto celebra a cultura baiana 

  Soteropolitane-se: a Bahia através da comunidade negra 

04 fevereiro 2016
Samantha Mahawasala

Samantha Mahawasala

Paulistana formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com curso técnico de locução pela Rádioficina. Atuou como redatora e locutora no Grupo Bandeirantes de Rádio e também como repórter para um telejornal segmentado.