8 conhecimentos essenciais para trabalhar com Social Media

por Denise Pitta
/ 10 fevereiro 2016

8 conhecimentos essenciais para trabalhar com Social Media

As redes sociais viraram um ferramenta fundamental para as marcas de moda e uma maneira de custo relativamente baixo para expor o seu produto pelo mundo. Estar presentes nos canais Instagram e Facebook não são mais um adicional para os negócios, mas sim uma necessidade para seu produto ter reconhecimento no mercado. E no meio desse novo nicho surgiu uma nova geração de profissionais: os Gerentes de Redes Sociais ou Social Media.

Quem pensa que essa nova carreira é simples e não exige muito conhecimento está enganado. Não basta ter nascido ou crescido na era da Social Media, é preciso muita dedicação, pois esta é uma posição um tanto complexa que exige múltiplas habilidades. Para entender mais sobre o assunto, conversamos com a consultora de conteúdo e social media Ana Salles, responsável pelo sucesso digital da marca de moda novata Manacá.

Quer se tornar um gerente de social media?

Então veja quais são os 8 conhecimentos essenciais, que a Ana Salles, expert no em redes sociais, conta para gente:

 

  1. Saber criar conteúdo gráfico:

Já foi comprovado que conteúdo com imagem atrai mais visualizações do que conteúdo sem imagem, especialmente se o seu público se trata de mulheres e/ou jovens. Por esta razão é fundamental que o gerente de redes sociais saiba criar imagens chamativas, que atraiam a atenção do seu target market. Não é preciso ser um diretor de arte para trabalhar com social media, mas é necessário que exista um conhecimento básico de como criar estas imagens usando Photoshop, especialmente aqueles que trabalham em empresas pequenas. Porém, o mais essencial de tudo é ter um bom senso estético e saber filtrar o conteúdo, ainda mais aqueles que optarem por ferramentas ou aplicativos com imagens pré-produzidas.

 

8 conhecimentos essenciais para trabalhar com Social Media 1

Social Media: As redes sociais viraram um ferramenta fundamental para as marcas de moda e uma maneira de custo relativamente baixo para expor o seu produto pelo mundo 

  1. Saber escrever:

Não é preciso ser um escritor para trabalhar com social media, mas é fundamental que o profissional tenha conhecimento de gramática e saiba se expressar verbalmente. Mesmo que ele não seja a pessoa responsável para escrever o blog da marca, ele ou ela precisa saber como manter um tom de voz consistente e repassar um entusiasmo para os possíveis consumidores.

 

  1. Saber falar com o cliente:

As redes sociais tem um papel crucial no atendimento ao cliente. Cerca de 72% dos consumidores que reclamam no Twitter esperam um retorno em até um hora. Por isto, é preciso saber como lidar com o público em geral e dar o máximo de suporte possível. O gerente precisa responder as questões do público rapidamente e saber como dar continuidade a certos assuntos de maneira off-line. O gerente de redes sociais deve saber que os perfis digitais da marca representam a imagem da marca para o mundo.

 

  1. Saber gerenciar e criar anúncios nas redes sociais:
    Em 2015, os anúncios nas redes sociais cresceram e se tornaram uma das prioridades dos gerentes de marketing. Eles serão fundamentais em 2016, pois realmente funcionam. Diferente das publicidades tradicionais de revistas, jornais ou TV, os anúncios de social media competem diretamente com conteúdo criado para o seu público. O gerente de social media deve saber utilizar a vantagem de criar anúncios focado especificamente para o seu target, com oportunidades para expandir sua visibilidade por meio de re-postagens de seus próprios clientes ou fãs.

Também é preciso conhecer as ferramentas oferecidas pelos canais, como gráficos, e saber definir a verba anual sem desperdícios.

 

  1. Saber gerenciar todos os canais:
    Um bom gerente de rede social deve saber gerenciar todos os canais que a marca está presente e reconhecer os diferentes tons de voz de cada. O profissional, entretanto, deve saber como conectar todos os canais para engajar e levar o público de uma rede para outra. A constante evolução do ambiente digital também exige que ele fique atento para as novidades. Se 2015 foi o ano do Snapchat no meio da moda, 2016 deve popularizar outra nova rede. Qual será?

 

  1. Saber fazer curadoria de conteúdo:

Nos últimos anos, a curadoria de conteúdo se tornou algo fundamental para os profissionais de marketing digital, especialmente para empresas que não tem tempo ou verba para criar conteúdo original. O gerente de redes sociais deve saber reconhecer um conteúdo de qualidade e relevante para a sua empresa para poder compartilhar, repostar ou até recriar. É fundamental que ele/ela conheça a sua audiência para saber exatamente o que postar e não postar. Por exemplo, se a sua marca atende um público jovem e moderno, você não vai postar nenhuma referências às novelas. A curadoria de conteúdo vai muito além das listas de RSS. O gerente precisa conhecer os influenciadores do seu púbico e o que eles seguem. A qualidade do conteúdo também é fundamental na hora de fazer a curadoria, pois não adianta seguir todas as estratégias se seu conteúdo não é de qualidade (e isto vale em muito na hora de selecionar a resolução de uma imagem. Imagem de baixa qualidade pega mal).

 

  1. Saber utilizar videos:

Se em 2015 os vídeos já estava em alta, em 2016 eles se tornarão essenciais para a sua empresa. O Snapchat, por exemplo, reportou que seus usuários postam cerca de 6 bilhões de vídeos por dia. Outros canais também veem mostrando a importância dos vídeos. No último ano, diversas marcas criaram canais no Youtube e passaram a investir em conteúdo de vídeo para o Instagram. O público não quer mais saber se imagem estática, ele quer ver o produto inserido em experiências reais. Por esta razão, o profissional de social media precisa ter um bom conhecimento vídeo e saber criar mini roteiros que impactam a sua plateia, seja. Da mesma maneira que não é preciso ser um escritor para trabalhar com social media, não é preciso ser um cineasta, ou saber filmar. Porém, é fundamental que eles tenham senso estético e saibam a diferença entre um vídeo de qualidade e um vídeo ruim.

 

  1. Saber ler analytics:
    Todo mundo sabe as ferramentas analíticas são essenciais, mas ainda existem muitos gerentes de redes sociais que não sabem utiliza-las. Os números e gráficos foram feitos para ajudar os gerentes a justificar suas decisões, como o que postar e quando. Foi-se o tempo em que seguidores e curtidas eram suficientes para medir o retorno dos canais de social media. O profissional de 2016 precisa justificar seus investimentos em anúncios e criação de conteúdo original mostrando o engajamento de seus seguidores, menções, repostagens, etc. Existem muitas ferramentas populares que fazem este tipo de reports, como Hootsuite, RazorSocial e Buffer. Só é preciso escolher.

Siga nosso Instagram: @fashionbubblesoficial e @denisepitta.

10 fevereiro 2016
Denise Pitta

Denise Pitta

Denise Pitta é digital Influencer e é editora do Fashion Bubbles. Estilista, formada em Moda e Artes Plásticas, atuou em diversas confecções e teve marca própria de lingeries, a Lility. Começou o blog em 2006 e está entre as primeiras blogueiras brasileiras da moda. Também desenvolve pesquisas sobre História e Identidade Brasileira na Moda e Psicologia Analítica. É apaixonada por filosofia, física quântica, psicanálise e política. Siga Denise no Instagram: @denisepitta e @fashionbubblesoficial