Costura original

por Colaboradores
/ 21 novembro 2008

Apesar das tendências apontarem para um retorno triunfante das cores, a maquiagem ainda é território livre para criar, desafiar, imaginar e demarcar o próprio estilo.

Os desfiles das semanas de moda são balanças para o que será tendência e alvo de observações e anotações sobre a make up do momento, mas quando cada estilista expõe uma nova proposta, as páginas das revistas se tornam um mix de variedades e idéias.

Na hora de arregaçar as mangas e seduzir a nova geração, a alta costura se amedronta; é hora, então, da maquiagem entrar em ação. Se afastando de seus padrões pré-concebidos para jogar com novas cartas, a maquiagem pode desfilar pelo terreno dos tons neutros absolutos, passando pelas cores fluidas e terminando em um gótico chique.

Uma nova visão da beleza, mais audaciosa, mais emancipada, mais livre…

Givenchy propôs o minimalismo nos detalhes, com um tom mate e notas claras para irradiarem o interior: o neutro integral marca a atitude.

Jean Paul Gaultier escolheu franjas super curtas e com as pontas vermelhas para suas modelos, que ainda exibiram bocas da mesma cor e olhos marcados em preto.

Valentino trocou o habitual vermelho incendiário por uma boca cor-de-rosa, e um toque de bronze nas pálpebras.

Christian Lacroix quis olhos em neon para recriar sua Nina Hagen: linhas nos olhos em tom turquesa e um blush rosa neon marcante.

Por Daniella Polidoro

21 novembro 2008
Colaboradores

Colaboradores

Colaboradores do Fashion Bubbles